1 de fev de 2012

Exercício Físico para DIABÉTICOS.


O Diabetes Mellitus é uma doença milenar que acompanha a humanidade até os dias de hoje. Há relatos de que sintomas encontrados em escritos do povo egípcio, em XV antes de Cristo, que são atribuídos a doença. Nos tempos modernos, a adoção de hábitos alimentares inadequados e o aumento do sedentarismo aumenta a incidência desta da doença no mundo, que já é a quarta maior causa de morte, tanto em número de pessoas afetadas (250 milhões no mundo); quanto nos custos envolvidos no controle e no tratamento de suas complicações. Estima-se que uma pessoa morra a cada 8 segundos devido a alguma complicação ligada ao diabetes e o pior, que até 80% de das pessoas atingidas desconhecem o problema.
Ações preventivas ao diabetes incluem a ida regular a um médico, manutenção do peso adequado, dieta equilibrada, implantação de um programa de exercício físico e educação do paciente. Já o tratamento inclui modificações dietéticas, perda de peso, atividade física regular e uso de drogas antidiabéticas orais ou injetáveis. Tanto exercícios aeróbicos (corrida/caminhada), quanto anaeróbicos (musculação) são auxiliares no controle de variáveis complicadoras em diabéticos.
Os benefícios do exercício regular em diabéticos incluem:
  • Aumento do fluxo sanguíneo entre os músculos e maior circulação nos membros inferiores;
  • Contribui na redução de peso total;
  • Aumento da concentração das enzimas musculares, aumentando a capacidade do músculo esquelético em produzir energia com eficiência;
  • Aumento da ação da insulina no organismo;
  • Captação de glicose no período pós-exercício: após o término da atividade, a musculatura continua captando glicose mais eficientemente.
  • Melhora da tolerância à glicose como resultado de uma maior utilização da  glicose e do aumento da sensibilidade à insulina.
Para praticar o exercício físico com segurança, o diabético deve ficar atento às recomendações médicas, realizar exames prévios, e receber orientação de um profissional de educação física e um nutricionista. Em determinados casos é importante monitorar a glicemia antes e após o exercício, atestando que as taxas estão adequadas para se exercitar.
            Deste modo, os diabéticos devem e podem aderir a um programa de atividade física, desde que bem orientados e com liberação médica. A prática do exercício físico, aliada as demais mudanças comportamentais ajudará os indivíduos a manter uma vida com maior qualidade. Informe-se MAIS, acesse o site da Sociedade Brasileira de Diabetes: http://migre.me/7GsPg.


Texto: Penelopy Dabbico, colaboração Anderson Santos, personais da MAIS Atividade Física.


Nenhum comentário:

Postar um comentário