22 de jul de 2012

OBESIDADE: Previna-se!

          Com a modernidade o homem passou a ter um estilo de vida inadequado que influencia diretamente sua saúde física e psicológica. Uma das piores consequências desse novo estilo de vida, aliado a má alimentação levam inúmeras pessoas a obesidade. De acordo com o IBGE (2009), metade dos adultos brasileiros apresenta excesso de peso, sendo 12,4% dos homens e 16,9% das mulheres obesos. Entre as crianças, um terço está com excesso de peso, e entre os jovens de 10 a 19 anos este número chega a 21,7%. Tal quadro nos leva a se perguntar : Será que o futuro da humanidade é a obesidade?
       A obesidade é definida como uma doença caracterizada pelo acúmulo anormal de gordura sob a forma de tecido adiposo, quando comparado a valores previstos para dada estatura, gênero e idade (WHO, 1998; MARTI et al, 2001). É considerada como um problema de saúde que não escolhe classes sociais, pois se faz presente entre pobres e ricos. Sua origem possui componentes herdados dos pais, mas geralmente é induzida, entre outros fatores, pelo excesso alimentar (CONWAY & RENÉ, 2004). 
       Para não galgar para a obesidade o primeiro passo é uma mudança consistente nos hábitos de comportamento, principalmente os que dizem respeito a alimentação, e começar a se mexer mais. Adotar caminhadas para ir ao supermercado ou ao trabalho, realizar algumas atividades braçais, como arrumar ou varrer a casa, subir alguns lances de escada ou melhor,  incluir toda a família numa programação que passe por uma atividade física, como por exemplo, levar o filho para andar de bicicleta ou algum membro para uma caminhada é um excelente incentivo inicial. São pequenas atitudes que farão você perceber que vale a pena se movimentar cada vez mais. Realizar atividades físicas liberam hormônios que promovem bem estar e que provavelmente fará você tomar gosto pela coisa.
    Vários estudos demonstraram que sofremos uma tremenda influência do meio que estamos inseridos, assim, fazer parte de um ambiente saudável como academias, clubes, grupos de exercícios, no qual você é estimulado há hábitos saudáveis, é essencial para não cair na tentação de ingerir alimentos pouco nutritivos ou gordurosos. 
       Outro fator que colabora para o aumento do peso é a ansiedade, já que muitas vezes a comida é vista como uma fuga a certas emoções. Boa parte das pessoas tendem a ingerir uma grande quantidade de comida ao se sentirem confusos, tristes, angustiados, entre outros. Uma situação que poderia ser encarada com naturalidade, se por vezes não ocorresse a perda do controle e a ingestão de comida torna-se um ato mecânico. Em alguns casos é provável que a pessoa precise de ajuda profissional, de um psicólogo ou psiquiatra, para tratar desse transtorno.
     Sabemos que não é fácil mudar, mas tomar a decisão inicial é o primeiro passo para obtenção do sucesso. Não se entregue a um estilo de vida inadequado e inicie o processo de mudança o quanto antes. Insira mais movimento ao seu dia a dia e procure praticar exercícios de maneira regular. Contactar um profissional de nutrição também deve fazer parte das primeiras atitudes a serem tomadas. Logo, você irá sentir os benefícios físicos e psicológicos relacionados a um estilo de vida mais saudável e certamente estará se prevenindo de um dos maiores vilões do futuro: a obesidade.


Texto: Penelopy Dabbico, colaboração Anderson Santos, personais da MAIS Atividade Física.

Nenhum comentário:

Postar um comentário